• Escola Montessoriana

Método Montessori: O recém-nascido.



O recém-nascido é para Maria Montessori um ser humano cheio de potencialidades que viremos a descobrir. Um bebê traz consigo todas as esperanças da humanidade. Entretanto, pouco se considera sobre a transição do ventre para o mundo que ele realiza.


Segundo o livro A Criança de Maria Montessori, a criança sai de um espaço com temperatura agradável e chega a salas cheias de ar condicionado, muito iluminadas e é manipulado por mãos desconhecidas. Muitas vezes, a criança é levada para longe da mãe, que é sua única segurança no momento. Pensa-se em tudo que pode tornar a vida do adulto confortável, mas se esquece do caminho árduo que a criança percorreu.


No livro, Maria Montessori faz algumas sugestões de como deveríamos receber os bebês:

  • Receber os recém-nascidos em ambientes aquecidos e a criança, invariavelmente, precisa ter como primeiro contato o corpo do adulto.

  • Evitar vestir os nascidos com camadas de tecidos ainda ásperos demais para sua pele.

  • O bebê deve ter a liberdade de se movimentar a medida que cresce. Poder ficar no chão preparado para ele.

  • Ela não precisa de luxo ou de visitas e presentes. A criança precisa ser bem-vinda.


A preparação dos pais


E os pais?De que maneira vai o adulto ao encontro desse recém-nascido?


O corpo do bebê é delicado, de fato. Mas, tantas vezes, as pessoas da casa mal ousam tocá-lo, com receio da fragilidade ou olham para ele com medo. Mas tudo que ele precisa é do conforto das mãos dos pais.


O adulto olha para o bebê com medo, cuida para que a criança não estrague, não suje, não incomode.


Os adultos criam os berços muitas vezes para o próprio conforto e preocupados com o belo, as chupetas e os artefatos gerais para que de certa forma facilite o trabalho deles. Mas tudo que a criança realmente precisa para que seja recebida com dignidade é que o adulto tenha disposição, paciência e amor.


A criança precisa antes do conforto e do carinho do adulto do que de roupas ou carrinhos sofisticados.



"O luxo para os recém-nascidos demonstra a total ausência de consideração pela criança psíquica. A riqueza da família deveria prover a criança privilegiada do melhor tratamento e não de luxo. "
Maria Montessori em A Criança




Assim, existe ainda muitas dúvidas e mudanças necessárias em relação à fase inicial da vida. Porém, as perturbações nos estágios iniciais podem influenciar toda a vida do homem.

É preciso ter mais atenção ao recém-nascido. Aprender a recebê-lo com amor e toda dignidade que merece para que, dessa forma, ele desenvolva toda sua potencialidade.

22 visualizações
Nossa Localização:
Endereço:

SHC EQS 116/316 Bloco “C” 70.386-400 – Brasília – DF

Telefones:

(61) 3345-0445  / 3245-4443

Segunda à sexta - 8:00 - 18:00

© 2020 by Escola Montessoriana |  Terms of Use  |   Privacy Policy