• escolamontessoriana

5 dicas para a adaptação de Pais e Filhos no primeiro dia de aula

Atualizado: Fev 12

O início da vida escolar marca a saída do espaço familiar restrito para a entrada em um mundo mais amplo. Para os pais, é um processo de separação e para as crianças é a entrada em um mundo cheio de pessoas novas, onde elas devem se sentir seguras.

Antes de tudo, é preciso entender que se trata de um processo de adaptação. Adaptar-se é deixar-se modificar pelo outro, pelo ambiente, pelo objeto de conhecimento, é deixar o novo entrar e desarrumar o que estava seguro para que uma nova organização aconteça.


:

1) Os pais devem passar pelo processo antes dos filhos - A entrada do filho na escola deve antes ser assimilada e elaborada pelos pais. Antes de conversar com o filho, os pais precisam estar seguros de que eles já elaboraram o sentimento de separação. Isso evita que, posteriormente, a criança se assuste com alguma reação não elaborada dos pais.




2) Converse com a criança – Depois que os pais se sentirem tranquilos em relação aos próprios sentimentos, é chegada a hora de conversar com o filho. O primeiro dia de aula da criança deve ser preparada pelos pais ou responsáveis sobre o que ela vai encontrar na escola. Faça da conversa algo leve e evite criar expectativas demais ou antecipar cuidados que podem deixar a criança com medo. Não diga para a criança não chorar, deixe que ela se sinta à vontade para expressar seus sentimentos.




3) Entenda que reações à separação são comuns – O medo do abandono e a angústia da separação são sentimentos comuns de surgirem. Mas à medida que o processo ocorre de forma planejada e gradual, possibilita à criança construir vínculos e sentimentos de confiança com a professora, com os colegas e com as outras pessoas presentes na escola. Se a criança chorar, é necessário explicar que logo ela se reencontrará com os pais a fim de passar o máximo de segurança possível.




4) Se despeça naturalmente – Seja paciente durante a despedida e não demonstre ansiedade. A família deve transmitir segurança à criança e incentivar que ela vá caminhando até a entrada da escola, em vez de ficar no colo dos pais. O processo do professor retirar a criança do colo dos pais pode prejudicar o a confiança. E, por fim, os pais jamais devem sair escondido do filho, mesmo que ele chore, ele precisa sentir confiança nas palavras e na presença dos pais para lidar com a angústia da separação.



5) Evite que a criança falte durante a fase de adaptação - Como se trata de um processo que é vivido aos poucos, cada dia é importante para a adaptação. A criança precisa estabelecer uma rotina para se sentir segura e um dia de falta pode prejudicar o vínculo que está sendo criado com a escola.




O processo de adaptação é natural, mas também é único. O que significa que a

singularidade de cada criança precisa ser considerada. Cada uma tem a sua maneira de sentir, de se expressar e de assimilar a adaptação. Não tem reação certa ou errada, mas diferentes olhares para diferentes percepções e ações. Perceber a criança e respeitá-la permitirá acolhê-la no decorrer do processo. É preciso que os pais tenham paciência e entendam que para a criança é uma grande mudança de vida.

45 visualizações
Nossa Localização:
Endereço:

SHC EQS 116/316 Bloco “C” 70.386-400 – Brasília – DF

Telefones:

(61) 3345-0445  / 3245-4443

Segunda à sexta - 8:00 - 18:00

© 2020 by Escola Montessoriana |  Terms of Use  |   Privacy Policy